Hiperlactação: O que é?

Hiperlactação é quando a mulher lactante produz uma quantidade exacerbada de leite, incompatível com a demanda do bebê. A grande maioria das pessoas pensa que produzir uma grande quantidade de leite é maravilhoso, mas essa condição pode trazer uma série de problemas tanto pra mãe quanto pro bebê. 

Se uma mulher produz muito leite e o bebê não consegue drenar a mama de maneira adequada, isso pode aumentar a chance de quadros de ingurgitamento mamário, obstrução de ductos, mastite e dor. Uma produção em excesso vem muitas vezes acompanhada de um reflexo de ejeção exacerbado e doloroso, e é comum nesses casos que o bebê engula muito ar durante a mamada, solte a mama com freqüência, tenha engasgos e vômitos, se arqueie, podendo em alguns casos haver recusa da mama pelo bebê por todo desconforto gerado.

Algumas medidas como: usar um sutiã firme que dê boa sustentação à mama, amamentar numa posição mais reclinada (laidback), ordenhar um pouco a mama antes da mamada (apenas pra que a mama fique mais macia e o reflexo seja desencadeado antes do bebê ir ao seio), oferecer o mesmo seio em mamadas subseqüentes (com ordenha de alívio no seio contralateral, caso seja necessário) e colocar o bebê pra arrotar durante a mamada, podem ser úteis nessa condição, contudo, o ideal é que o manejo clínico seja feito com acompanhamento profissional pra que as estratégias utilizadas sejam específicas praquelas situações identificadas na avaliação.

É profissional é quer saber mais sobre avaliação e manejo clínico das dificuldades na amamentação? Acesse: www.cursoavancadoemamamentacao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *